segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

foi num dia assim



foi num dia assim
que saímos de casa.
lembro-me do saco vermelho
do livro à cabeceira
e das pantufas quentinhas que te tinha comprado.
lembro-me do corredor com a sala ao fundo 
e do teu sofrimento calado
lembro-me de te abraçar abraçar abraçar 
e de como te aquietavas no nosso abraço...
"bom ano querida..."
lembro-me da espera.
lembro-me de rezar.
foi num dia assim que voltei sózinha à nossa rua.
guarda tu agora a nossa Casa 
e o nosso abraço.
e abraça-me
quando eu chegar.



(Teresa Cuco - inédito)






2 comentários:

Rogério Pereira disse...

Leio em voz alta
Leio sempre em voz alta quando gosto

... e se não se importa... vá "lá"... o Rogérito abre-lhe a porta!

Teresa Cuco disse...

Olá Rogério;
Obrigada;
Bom ano:)