terça-feira, 26 de março de 2013

estátuas de sal



vêm-me à memória as estátuas de sal
as que são agora pássaros e árvores e terra. 
disseste: "somos eternas"...
e depois foste partindo
para te tornares pássaro e árvore e terra.
esta terra alentejana que tanto amamos.
agora
há tantas coisas para te contar
(o que é que eu faço às coisas que tenho para te contar???)
e as gavetas cansaram-se de guardar os recados e as fotografias
e colaram-se nos meus olhos
e os teus recados escorrem pelas paredes
e apertam-me a garganta.
procuro lembrar as tuas mãos
e tenho medo de me esquecer da tua voz.
e sim, eu sei que a morte não existe.
mas hoje...
------------------

Abraço-te.

(Teresa Cuco -inédito)

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

foi num dia assim



foi num dia assim
que saímos de casa.
lembro-me do saco vermelho
do livro à cabeceira
e das pantufas quentinhas que te tinha comprado.
lembro-me do corredor com a sala ao fundo 
e do teu sofrimento calado
lembro-me de te abraçar abraçar abraçar 
e de como te aquietavas no nosso abraço...
"bom ano querida..."
lembro-me da espera.
lembro-me de rezar.
foi num dia assim que voltei sózinha à nossa rua.
guarda tu agora a nossa Casa 
e o nosso abraço.
e abraça-me
quando eu chegar.



(Teresa Cuco - inédito)






sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

havia uma casa...

Havia uma casa com pessoas lá dentro
e um rádio que tocava ininterruptamente
e uma mesa sempre posta
e um armário grande a desafiar todos os medos e fantasias.
Havia uma casa com pessoas lá dentro.
Chamávamos-lhe nossa.

(Teresa Cuco)


quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

lágrimas iguais às minhas...com ou sem burka.

Quando as luzes se apagaram

quem te segurou nos braços,

meu amor?

Quando a fome veio e o frio

das bombas

e do medo

e do abandono

se instalou no teu corpo inteiro,

quem te acolheu

ó meu amor?

E quando vieram

os salvadores do mundo

e te mataram

quem, ó meu amor,

secou as lágrimas da tua mãe

e lhe aqueceu o coração?


(Teresa Cuco in do Amor e da Espada, corpos editora, 2008)
(url imagem : artwork_images_113308_124988_james-nachtwey.jpg)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

3 poemas e um video

I want to thank dkmasterflow, for letting me use his wonderful work as background to my words: "se aqui estivesses...", "gosto de te pensar...", "disseram que voltarias...", (in "do Amor e Da Espada"; Teresa Cuco,editora corpos, 2009) Voz: Teresa Cuco

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

não sei...

não sei onde morrerá a loucura
nem sei quantas vezes contarei os passos
que distam do teu andar
sem nunca
jamais
te alcançar.

(Teresa Cuco)

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

respira...


video

voz: Teresa Cuco
captação audio: João Cágado
autoria: Teresa Cuco

in: do Amor e da Espada, corpos editora, 2009;